TInformando - links para os meus blogs, YouTub e facebook http://tinformando-meus-blogues.blogspot.com/

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Calçadas perigosas - orelhões - pedras e buracos

CL Alberto Nogueira - QUATRO NOTICIAS INTERESSANTES



De: Alberto Nogueira [mailto:nogbronca@gmail.com]
Enviada em: sábado, 16 de fevereiro de 2013 14:54
Para: Ricardo Mesquita
Assunto: QUATRO NOTICIAS INTERESSANTES

1)


Assunto: Mundo Cegal oferece Curso de Web Rádios para pessoas com deficiência visual.


Se você gosta de comunicação mas ainda não tem o domínio das ferramentas para gerenciar um programa de rádio, essa é a sua oportunidade! Nesse curso à distância, ministrado por Fernando Zamboni, Diniz e Luidi, você vai ter contato com os principais softwares para gerenciar uma web rádio, com programas ao vivo e gravados.
Conforme será demonstrado, uma pessoa pode criar, desenvolver e manter uma web rádio, transmitindo para a Internet a partir de qualquer lugar, apenas com o uso de um computador, microfone e conexão com a rede.
Nosso curso não pretende exaurir a abrangência desse universo, mas oferecer conceitos e demonstrar a utilização das principais ferramentas de criação e manutenção de uma web rádio. O principal objetivo é apresentar um contexto onde a pessoa com deficiência visual possa trabalhar com total autonomia e independência em todas as fases do processo.

O envolvimento das pessoas cegas no universo do rádio se deu muito antes da chegada da Internet. Podemos destacar o locutor Marco Aurélio, da Rádio Globo, que exerce sua profissão desde a década de 80. Com as facilidades advindas da tecnologia, porém, muitos tiveram acesso a esse universo, tornando possível, hoje, que qualquer pessoa, com ou sem deficiência, mantenha uma web rádio a partir de sua própria casa.
O curso terá uma duração de aproximadamente 03 meses e se iniciará na última quarta feira de março/2013 ou quando atingido o número de 10 inscrições. Entendemos que turmas pequenas tem um rendimento maior, bem como um melhor aproveitamento do conteúdo ministrado.

O único requisito para participar é ter um conhecimento básico de informática, com a utilização do JAWS ou NVDA.

Veja o roteiro:
Aula 01. Apresentação do curso, sua estrutura e exposição do roteiro;
Aula 02. Explicações, instalação e configuração do Virtual Cable;
Aula 03. Conceito de streaming e instalação do Simple Cast;
Aula 04. Configuração e utilização do Simplecast;
Aula 05. Instalando o Sound Forge;
Aula 06. Gravação e edição de áudio com o Sound Forge;
Aula 07. Gravação e edição de áudio com o Sound Forge;
Aula 08. Instalando e configurando o Zara Rádio;
Aula 09. Noções básicas do Zara Rádio;
Aula 10. Noções intermediárias do Zara Rádio;
Aula 11. Noções avançadas do Zara Rádio;
Aula 12. Técnica vocal e noções básicas de locução;

O curso não deverá ser gratuito, mas a taxa única a ser paga é apenas simbólica.
Se você tem interesse em participar ou alguma dúvida que gostaria de esclarecer, envie um e-mail para
Inscreva-se o quanto antes e garanta já a sua vaga para esta primeira turma, pois a próxima só será formada em 2014.

Cordialmente,
Fernando, Diniz e Luidi.



Para não receber mais nossos informativos, favor enviar e-mail para


2)

VEJA VIDEO DE ENCONTRO COM MIRELA PROSDOCIMO - SECRETÁRIA ESPECIAL DA SEDPcD DE CURITIBA


E tambem:



3)


Direito à Educação negado
·   
Sou mãe de uma jovem de 18 anos inteligente, curiosa e surda chamada Verônica. A matriculei no Curso Anglo, Unidade Tamandaré, Humanas Matutino e informei que ela era surda e precisava de um intérprete de Libras. Depois de alguns dias me ligaram para avisar que, caso a minha filha quisesse estudar, deveria fazer o express (que tem uma carga horária menor) no período vespertino, Unidade João Dias, pois o Anglo tinha um termo de ajustamento de conduta com Ministério Público Federal que só o obrigava a oferecer intérprete nessa unidade e nessa modalidade. 
Questionei se eles tinham alunos surdos matriculados na João Dias e a resposta foi negativa. Indaguei se não poderiam colocar o intérprete na Tamandaré já que havia duas alunas surdas (minha filha e uma amiga) querendo estudar naquela unidade e novamente ouviu um não. A justificativa dada foi: "se houver matrícula de um aluno surdo na João Dias, vamos ter prejuízo" e "só faremos algo se o Ministério Público obrigar"...
 
Denunciei o curso Anglo ao Ministério Público, mas esse é um processo lento.
Minha filha tem o direito de estudar. Tem o direito de ter um intérprete de libras. Mas a má vontade do Curso Anglo não deixa esse direito ser exercido. Ela não tem o direito de escolher o curso que quer e estudar próximo de casa? Será que eles esperam que a gente desista e assim se livram do problema? Não vamos desistir!
 
Por favor, peço aos meus amigos, conhecidos, defensores de direitos básicos que escrevam para o Curso Anglo e no título do e-mail coloquem: Queremos um intérprete de libras na Unidade Tamandaré. 
 
E-mail: secretaria.tam@cursoanglo.com.br
 
Aos jornalistas, peço que escrevam sobre essa questão. Outros surdos também precisam ter esse direito garantido.
 
Por favor, divulguem, compartilhem, façam alarde.
 
Muito obrigada!
 
Liliane Petris
4)

Conheça a orquestra de câmara de jovens cegas, no Cairo, Egito

Quem assiste de longe talvez nem perceba, mas todas as participantes desta orquestra de câmara do Cairo, no Egito, são completamente cegas. Mesmo sem poder ver o regente ou ler as partituras, elas conseguiram se tornar um exemplo de superação.
Shaima, uma das violinistas da orquestra, conta que todas elas são cegas, mas que querem provar ao mundo que tem habilidades. Diz que se você se fixar apenas nas deficiências, não poderá enxergar o que elas são capazes de fazer.
Uma outra violinista, Basla Saad, mostra a dinâmica diferente desta orquestra. Primeiramente ela lê a música em braile, até decorar toda a peça, um trabalho árduo, mas que ela conta ser muito gratificante. Diz que quando toca, se sente como uma rainha.
Entra em cena a única pessoa que enxerga por aqui, o maestro. Mas como se comunicar com músicos que não ver os tradicionais gestos de um regente? Ali Osman, literalmente batuca o tempo. Quando é necessário tocar mais alto, ele bate mais forte, e assim passa as instruções aos músicos.
No entanto, no momento da apresentação, toda a peça deve ser memorizada, e dai tudo o que ele tem a fazer nos dias de concerto, é realizar a contagem regressiva e indicar o início.
Assim é a rotina desta orquestra, que tem se apresentado e inspirado a várias pessoas de diversos países.
Fonte: BBC Brasil